Yes Wedding

O site YW está em manutenção por conta da nova versão e em breve o login estará normalizado. Obrigada pela compreensão

  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram
  • Pinterest
O Yes Wedding tem o maior prazer em receber suas sugestões, opiniões e comentários. Quanto as dúvidas individuais, conforme formos recebendo, tentaremos transformá-las em pautas de matérias futuras. Obrigada e volte sempre!

Contato

contato@yeswedding.com.br
  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram
  • Pinterest

Matérias

Yes, I do!

06/11/2009

  • Foto: Renata Xavier

Por Fernanda Suplicy

Perguntar "quer casar comigo"? ou dizer sim à proposta significa que a procura terminou: você encontrou alguém com quem quer passar o resto da vida, o seu (sua) grande companheiro (a), o pai (ou mãe) ideal para os seus filhos e agora tem novo um projeto de vida. Com a delícia da paixão, vivemos num mundo mais colorido, cheio de olhos nos olhos, daquele brilho que se instala sem explicação, e ainda, o mais gostoso, aquela sensação de amor eterno. Essa emoção tão deliciosa faz a gente querer ceder, unir, dividir, cuidar... Desperta a criatividade, e libera o nosso lado romântico para a hora de demonstrar que a decisão definitiva foi tomada.

Na verdade, qualquer pedido já é especial por si só, mas quando há um toque diferente, uma preparação especial ? um texto para derreter a (o) amada(o) e ver aquela lágrima linda de emoção escorrer pelas maçãs do rosto, ou um sorriso nunca antes visto daquela forma - o "sim" tem gostinho ainda mais importante, e é a prova de que você conseguiu fazer daquele momento algo incrível. Chega a ser praticamente um presente para você mesmo. Lembre-se da importância que envolve essa resposta, e perca um tempinho se dedicando a esta tarefa. Vamos lá!

Conto de fada

Entre os mais glamourosos casamentos do século, temos o do nobre europeu Príncipe Rainier de Mônaco com a estrela hollywoodiana Grace Kelly. Eles se conheceram em uma das edições do Cannes Film Festival, e se encantaram um pelo outro. Ele com 32 anos, carregando a responsabilidade de gerar herdeiros para ocuparem o trono, e ela com 26. Seria improvável que os dois voltassem a se encontrar, porém um amigo em comum promoveu encontros e jantares assegurando que ambos pudessem estar presentes. Em um desses jantares, Grace convidou Rainier para acompanhá-la em uma visita à irmã. Saíram de lá com o dia quase amanhecendo, e o príncipe acabou por adormecer num dos quartos de hóspedes da atriz. Depois os encontros foram românticos e cada vez mais frequentes, na Philadélfia e em Nova York. E foi na Big Apple, no espaçoso apartamento de Grace Kelly na Fifth Avenue, que Rainier pediu sua mão, entregando-lhe um anel de namoro cravejado de diamantes e rubis, até que o anel de noivado (um diamante de 12 quilates lapidado com esmeralda) ficasse pronto. A semana foi marcada por recepções, entrevistas e festas de gala. Até que na manhã do dia 19 de abril de 1956, diplomatas, chefes de estado, estrelas de cinema e socialites - incluindo Cary Grant, Ava Gardner, Gloria Swanson e Aristóteles Onassis - compareceram à catedral de St. Nicolas para testemunhar o casamento cinematográfico. Ao fim da cerimônia, o casal rodou pelo pequeno principado em um Rolls Royce conversível, e após cortarem o bolo com a espada de Rainier, saíram em lua de mel a bordo do iate (presente do amado) da finalmente Princesa Grace. Nove meses depois nasceu a Princesa Caroline de Mônaco, e o sucessor do trono veio no ano seguinte, Príncipe Albert Louis Pierre.

Love is in the air

Não tão famosos, mas tão românticos quanto, Cynthia de Lima Krahenbuhl e Rodrigo Castilho são personagens de uma história gostosa. Num fim de semana, ela foi convidada para viajar sem saber de detalhe algum, nem mesmo o destino. Na sua imaginação, um lugar maravilhoso e cheio de romance. Mas no caminho as placas indicavam que estavam indo em direção à Piracicaba - longe de ser um caminho para os apaixonados. O tempo começou a fechar e, em voz alta, Rodrigo disse: acho que isso não vai dar certo. Ela não entendeu nada. Chegando na cidade, se instalaram num hotel bem normalzinho, com ele afirmando que deveriam dormir cedo. O casal madrugou e uma van passou para buscá-los, levando-os a um terreno descampado onde havia um lindo balão. O sonho de Cynthia e Rodrigo sempre foi uma viagem assim. O tempo estava perfeito, céu aberto e ensolarado. E foi na cesta, lá no alto, que as declarações começaram. Ele dizia o quanto estava feliz de estar ali, o quanto a amava... Ela concordava e retribuia, carinhos eram trocados, e então uma pausa. Foi quando o romântico rapaz sacou "a caixinha", e virando-se para ela com as alianças, fez a clássica pergunta: "quer casar comigo"?. A reposta foi rápida e certeira: MUITO! Na chegada do vôo, mais uma surpresa. Uma champanhe os aguardava... O amor literalmente estava no ar...

Surpresa!

Com cinco anos de namoro, ela era uma namorada quase desistindo de ser brindada com "o" pedido. Nas férias, vai para a França sozinha encontrar o pai. Jairo Szpiczkowski, o namorado, liga para o atual sogro dizendo que estava indo para lá pedi-la em casamento na Torre Eiffel. O "pai da noiva" alertou que seria loucura e não daria certo, pois o inverno estava rigoroso e a torre estava fechada. Sugeriu então que ele fosse encontrá-los na próxima parada, a Suíça. Lá fica o restaurante preferido de Patrícia Bratt, o Café de Paris, lugar frequentado por ela desde criança. Ao tentar falar com Jairo no Brasil, era sempre "enganada" pela mãe dele, que inventava desculpas para não passar o telefone. Ao chegar a Suíça, Patrícia queria logo correr para seu restaurante predileto, mas para não estragar os planos, o pai a atrasou um pouquinho. Quando enfim sentaram no restaurante, o rapaz que entrou pela porta a fez pensar: "Nossa! Como parece o Jairo". E ele veio se aproximando, juntou-se à mesa e logo fez o pedido, sob uma chuva de lágrimas dela, dele e do pai. Depois do sim, Patrícia soube que foram dois dias viajando, diversas conexões, passagem por 5 países...Tudo para mostrar o quanto a mulher da sua vida vale a pena. Bravo!

No amor e na arte

Frida Kahlo e Diego Rivera, dois dos maiores artistas do século XX, têm em seu histórico aquele romance que padece de tanta química, energia e reciprocidade que cumpre seu destino, não importando as dificuldades enfrentadas. Ela tinha apenas 15 anos quando o conheceu, e no mesmo instante disse à uma amiga: "minha ambição é ter um filho de Diego Rivera". Ele era casado, mas cortejava uma de suas modelos, Guadalupe, e sob a fúria de Frida Kahlo veio a se casar com ela pouco depois. Neste tempo, Frida sofreu um grave acidente, que a deixou de cama por anos. Foi quando começou a pintar. Quando se recuperou, a primeira coisa que fez foi procurar Rivera, e o interesse pela pintura os uniu. Em pouco tempo estavam namorando. Rivera teve ao todo 4 esposas, Frida foi a terceira. Um dia, caminhavam pela cidade quando repentinamente as luzes se acenderam. Num impulso, Diego decidiu beijar Frida e as luzes próximas à eles se apagaram, e tornaram a acender quando finalizaram o beijo. Testaram o fenômeno em outras lâmpadas próximas e testemunharam o mesmo resultado. A energia entre eles até hoje é difícil de ser compreendida e explicada. Os dois se casaram em 1929, e por ambos terem cultivado relações extra-conjugais, veio a separação, em 1939. Mas quando o amor é impetuoso, não há como fugir. Após um ano, Diego, ainda apaixonado, foi atrás de sua amada com o objetivo de cuidá-la para sempre (sua saúde era debilitada por conta do acidente), e a pediu novamente em casamento. Ela, também ainda apaixonada, aceitou. Casaram-se pela segunda vez em 1940, no dia do aniversário de 54 anos dele. E juntos permaneceram até a morte dela, em 1954.

Simples e inesquecível

No entanto, existem provas de que não é preciso grandes produções nem muito dinheiro para tornar este momento inesquecível. Fernanda Pires tinha uma viagem marcada para outubro, para comemorar seu aniversário dela. Roberto Vidal, o namorado, pediu que ela escolhesse o roteiro: iriam para Rússia, Roma, Praga, Moscou e Saint Petesburgo. Certa de que durante a viagem aconteceria o pedido, foi surpreendida num dia qualquer de setembro, após a correria de ir e voltar do trabalho. Numa cena mais do que cotidiana, com a TV ligada transmitindo um jogo de futebol, ele puxou uma caixinha debaixo do travesseiro e propôs. Depois do "sim" em entonação de surpresa, veio a explicação: ?o casamento é feito de dia-a-dia, de momentos comuns e simples como esse. Essa é a vida a dois. E desses momentos será feita a maior parte dos momentos que enfrentaremos durante nossa jornada, e eu prezo muito estar com você ao meu lado. Por isso fiz este pedido de maneira simples e informal, porque na simplicidade, na informalidade e diariamente quero que você seja minha mulher.?

E na torcida que todos sejam felizes para sempre, vale no mínimo que sejam felizes enquanto juntos.

Assista alguns pedidos mais modernos e inspire-se: Graffiti Proposal, Quer se casar comigo? e Pedido Irrecusável.
 

Você também
pode gostar de...

Antena Yes

Idris Elba se casa...

Sim, senhoras e senhoras! O ator...

Antena Yes

Cauã Reymond e Mariana...

Sim, é isso mesmo! Acontece nesse...

Antena Yes

Stéffanne Basílio e Ricardo...

Amigos em comum, ou podemos chamar...