Yes Wedding

O site YW está em manutenção por conta da nova versão e em breve o login estará normalizado. Obrigada pela compreensão

  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram
  • Pinterest
O Yes Wedding tem o maior prazer em receber suas sugestões, opiniões e comentários. Quanto as dúvidas individuais, conforme formos recebendo, tentaremos transformá-las em pautas de matérias futuras. Obrigada e volte sempre!

Contato

contato@yeswedding.com.br
  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram
  • Pinterest

Matérias

Poetisa escreve carta aos noivos que adiaram sonho por coronavírus

10/04/2020

  • Reprodução

    Mensagem aos noivos que tiveram seu sonhos adiado!

   A situação atual do mundo causada pela pandemia do coronavírus fez com que muitos planos fossem adiados, incluindo, os de casamentos. Afinal, para evitar aglomerações e proteger seus entes queridos, casais de todo o mundo decidiram adiar a troca de votos.

   Sensibilizada, a poetisa espanhola Leticia Sala escreveu uma carta aberta com palavras de conforto para esses casais. Confira!

   “Pau e eu nos casamos em um castelo no sul da França em 29 de junho de 2019. Nosso casamento foi exatamente como planejamos: flores em todos os lugares à vista, montes de queijo francês, arquitetura decadente e palavras de amor.

   Oito meses antes da data, Pau teve um episódio de vertigem. Ele tinha tido um no ano anterior, mas como levou apenas duas semanas para se recuperar, não demos muita importância. Mas desta vez, os dias passavam e sua vertigem não. Ele também teve mais sintomas, incluindo visão turva e instabilidade. Visitamos vários médicos e cada um diagnosticou-o com diferentes patologias e prescreveu medicamentos diferentes. Tentamos todos os exercícios do YouTube, mas Pau continuava sofrendo de vertigem.

   Dois meses depois, pensamos que poderia ser um problema de visão, então fomos ver um especialista que o diagnosticou com glaucoma, uma doença degenerativa que é a segunda causa de cegueira no mundo. De repente, o medo de Pau ver meu vestido de noiva se transformou em medo dele não poder vê-lo. Mas essa não foi a causa e sua tontura não desapareceu.

   Em um domingo, enquanto Pau estava na Argentina, abri nossa primeira e única pasta conjunta contendo documentos para o nosso pedido de licença de casamento. Tropecei no relatório do oftalmologista (aquele que o diagnosticou com glaucoma) e percebi que os dados do paciente não pertenciam a Pau, mas a um homem de 68 anos. Pau recebeu o relatório médico errado. E se eu nunca tivesse verificado esse relatório novamente?

   Alguns meses depois, encontramos um especialista em vertigem que ficou alarmado ao descobrir que nenhuma ressonância magnética havia sido realizada. Essa foi a primeira coisa que deveria ter sido feita para descartar um tumor cerebral. Estávamos no banco de trás do carro quando Pau abriu o envelope com os resultados da ressonância magnética. "Nenhuma interrupção significativa foi observada" foi a frase mais bonita que eu já havia lido.

   E continuamos a caminho de Passeig de Gràcia para pegar o terno do noivo. Tirei uma foto de Pau com a bolsa de roupas nas mãos, junto com seus pais. Ele parecia sorrir como um menino triste, porque não queria reivindicar a vitória até que o médico se certificasse de que não havia mais nada a descartar. Mas eu já havia me tornado um especialista em vertigem e sabia que, com o exame de ressonância magnética descartando um tumor cerebral, nada mais poderia ser tão sério.

   Assim, os oito meses que antecederam meu casamento foram de uma angústia inigualável que me fez retomar minhas sessões de terapia para trabalhar no meu medo incontrolável de um ente querido morrer - e da própria doença. Eu tenho lidado com isso desde então e ele descobriu outras histórias que são muito mais profundas.

   Estávamos viajando para o sul da França para o casamento, quando Pau me acordou para me dizer que sua vertigem estava de volta. Mas já tínhamos o medicamento que ele precisava, e, de alguma forma, nos tornamos imunes à preocupação.

   Estou escrevendo isso hoje, ciente de que nada em nosso passado pode ser comparado à situação que estamos vivendo atualmente. Escrevo para compartilhar com você que, hoje em dia, todos os meses anteriores ao nosso casamento não passam de uma lembrança confusa que minha mente não precisa revisitar novamente. Na verdade, tive que reler alguns textos que escrevi na época para poder descrever o que aconteceu em detalhes.

   Casamentos são rituais antigos. Eles carregam bagagem emocional difícil de entender - pelo menos racionalmente. Durante meu primeiro ano como mulher casada, entendi que, além do evento social, os sentimentos experimentados vêm de algo mais profundo: um casamento é composto por duas pessoas com sua própria bagagem, carregando todo um sistema de crenças herdado de sua primeira família.

   O casamento unifica essa bagagem e os noivos confiam nessa mistura para trabalhar com todas as suas forças. No meu caso, o diagnóstico da cegueira e o fantasma de um tumor cerebral não ajudaram quando se tratou de lidar com o processo com calma. Mas eles também me fizeram reafirmar minha convicção de que era Pau quem eu queria como marido, sob quaisquer circunstâncias.

   Agora tudo que me lembro é do campo de lavanda em torno do castelo, o cheiro de flores, as ostras, nossas famílias juntas e os rostos chorosos de todos os meus amigos. Lembro-me dos votos de Pau e dos meus, e que uma das coisas que disse foi exatamente isso: “Qualquer coisa com você, mesmo ajudando-o com seus exercícios de vertigem no quarto de hotel, me faz sentir que estou exatamente onde quero estar."

   E é isso que espero que aconteça com todos os noivos e noivas que tiveram que adiar seus casamentos devido à pandemia que todos estamos enfrentando. Haverá flores, sinos tocarão, haverá um dia em que você abrirá os olhos e, finalmente, será o dia do seu casamento. Chegará o dia em que você celebrará com uma família capaz de superar qualquer coisa. E esses meses anteriores se tornarão alguns dos momentos mais poderosos que você jamais viverá”.

   *Texto publicado originalmente na Vogue Espanha.
 

Você também
pode gostar de...

Antena Yes

Fornecedores criam workshop online...

Para não deixar que o sonho...

Yes Wedding TV

Stuck with U, de...