Yes Wedding

O site YW está em manutenção por conta da nova versão e em breve o login estará normalizado. Obrigada pela compreensão

  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram
  • Pinterest
O Yes Wedding tem o maior prazer em receber suas sugestões, opiniões e comentários. Quanto as dúvidas individuais, conforme formos recebendo, tentaremos transformá-las em pautas de matérias futuras. Obrigada e volte sempre!

Contato

contato@yeswedding.com.br
  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram
  • Pinterest

Matérias

Noiva e estilista: Carol Hungria

29/05/2017

  • Fotos: Arquivo pessoal

    Carol Hungria no seu dia de noiva

  • Apesar dos momentos de dúvida, ela fez um vestido que valorizou sua personalidade

  • Estilista carioca queria um vestido que saísse do tradicional branco

  • Então, escolheu um tecido em tom de rosa

  • Para não ficar tão escuro, ela usou outro tecido off-white para 'apagar' um pouco da cor

Por Christiane Aguiar

   Até mesmo uma estilista experiente tem seus momentos de dúvida quando o assunto é criar seu próprio vestido de noiva. Saiba como Carol Hungria driblou a insegurança e seguiu belíssima rumo ao altar!

   “Criar meu próprio vestido não foi uma tarefa fácil. Na verdade, foi muito mais complicado do que imaginava. Pensei que seria um processo simples, já que gosto de todas as rendas, tecidos, detalhes... Seria só pegar o que gostava e fazer. Pronto! Mas a realidade foi bem diferente, e como queria usar tudo – o que é impossível! – não conseguia escolher.

   Comecei de fato a confeccionar quatro meses antes do casamento apenas porque tinha que ser. Minha vontade era de brincar de criar para sempre, rsrs. Fiz um caderno inteiro de criações e inspirações, comprava todas as revistas que via e saia recortando e fazendo milhões de colagens e esboços.

   Queria algo que fugisse das cores tradicionais, algo pouco usual para 2010. Não encontrava um tom delicado e bom para um vestido de noiva. Encomendei um tecido da Itália e quando finalmente chegou achei muito escuro. Como solução, optei por sobrepor um tule de seda off white, que deu uma apagadinha e deixou o visual menos rosa. Também queria renda, mas sem usar no modelo todo. Então, usei uma renda francesa plissada para fazer flores, que foram rebordadas com pérolas, madrepérolas, cristais e plumas. Quando terminei, tinha um vestido muito rico, com um ‘quê’ de barroco.

   Desde o começo, não sabia como seria o estilo, mas tinha certeza que seria justo até a cintura e com saia em A, o que valoriza meu corpo. Não queria nada princesa, nem muito justo, nem mangas que limitassem meus movimentos, mas desejava que tivesse um detalhe diferente para tirar na festa. Como não gosto daquelas saias que a noiva tira e fica com um vestido curto, fiz uma saia removível apenas na frente e o vestido continuava com uma cauda bem bonita atrás. Incrível!

   Assim, como toda noiva, passei por aquele momento de dúvida. Brinco que, seja antes, no meio ou no final do processo, todas fazem pelo menos um questionamento sobre o seu vestido de noiva. No meu caso, foi no meio do caminho. Sempre me considerei muito tranquila e decidida, e sou mesmo, mas quando me vi naquela situação de questionar o que eu queria, aquilo não me fez bem. Ficava até de madrugada no ateliê testando, tirando e colocando detalhes. Até que em determinado momento me livrei da insegurança, me tranquilizei e percebi que tudo estava lindo e como eu queria.

   Se eu fosse fazer uma festa hoje, talvez eu fizesse um vestido diferente para mim. A Carol de hoje é diferente da Carol de 2010, a gente muda mesmo. Mas isso não significa que aquele vestido não era perfeito para mim. Representou perfeitamente quem eu era naquele momento e sou muito realizada com ele”, conclui.

   É isso aí, o importante é ser feliz! Veja na galeria! =)
 

Você também
pode gostar de...

Antena Yes

O casamento de Jeffrey...

Juntos há dez anos, Jeffrey Dean...

Antena Yes

O vestido de noiva...

Como informamos AQUI, Kyra Gracie e...

Antena Yes

Noiva clássica por Atelier...

Muito antes de ser pedida em...