Yes Wedding

O site YW está em manutenção por conta da nova versão e em breve o login estará normalizado. Obrigada pela compreensão

  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram
  • Pinterest
O Yes Wedding tem o maior prazer em receber suas sugestões, opiniões e comentários. Quanto as dúvidas individuais, conforme formos recebendo, tentaremos transformá-las em pautas de matérias futuras. Obrigada e volte sempre!

Contato

contato@yeswedding.com.br
  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram
  • Pinterest

Matérias

A emoção de casar duas filhas

18/11/2016

  • Carola Montoro

    Paula com suas fillhas, Maria Paula e Maria Beatriz

  • Canvas Ateliê

    Irmãs se casaram na mesma igreja que os pais

  • Fernanda Scuracchio e Andrea Freitas

    Família reunida no primeiro casamento: Augusto e Paula, pais da noiva, Maria Paula e Pedro, e a irmã da noiva, Maria Beatriz

  • Fernanda Scuracchio e Andrea Freitas

    Pai da noiva sempre emocionado!

  • Carola Montoro

    Carinho da mãe pra acalmar a noiva

  • Carola Montoro

    Família reunida o altar!

   Paula Conde é mãe de duas mulheres, Maria Paula e Maria Beatriz. Ela teve a felicidade de participar do casamento das duas e relatou a experiência para o YES WEDDING.

   "Eu gosto muito dos meus genros, então não tive essa síndrome do ninho vazio que muitas mães têm, até porque agora elas passam mais tempo aqui do que antes, vejo mais elas hoje casadas do que quando estavam solteiras.

   Eu tenho uma excelente relação com as minhas filhas. Me dou muito bem com elas, mesmo sendo tão diferentes.

   Participei de perto do planejamento dos dois casamentos. O da Maria Paula foi mais difícil, porque ela é mais pratica, mais clean, e por trabalhar muito não podia ficar comigo em todas as reuniões. Então ficava nervosa achando que eu faria alguma coisa que ela não fosse gostar, porque eu gosto muito de festa, com tudo que se tem direito.

   Já com a Beatriz, por ela trabalhar com festas, foi mais fácil, o nosso gosto é mais parecido. Mas participei do mesmo jeito em ambos e a emoção foi a mesma. Aliás, a emoção foi enorme, afinal, como são duas, o primeiro foi por ser o da primeira e o segundo por ser o da última. São sentimentos diferentes, mas igualmente fortes.

   No dia eu me sai bem, não fiquei tão nervosa. O pai é quem demostra mais, ele se emociona fácil e exterioriza isso. Diz que chora toda vez que assiste aos vídeos.

   A Paula é mais contida, ela não exterioriza tanto a ansiedade e nervosismo. A Beatriz conta que ficou nervosa antes de entrar, mas que logo passou tamanha a felicidade. Só fiquei com medo de que ela desmaiasse, porque sempre que ela era madrinha de casamento acabava desmaiando no altar. Imagina desmaiar entrando na igreja. Ainda bem não aconteceu nada, rs.

   A verdade é que para a mãe, a gente acaba ficando mais nervosa um dia antes, porque no dia mesmo são tantas tarefas: ver se a filha está bem, receber as pessoas, verificar se está tudo certo, que não dá tempo de sentir muita ansiedade.

   Fica difícil descrever porque é uma coisa do momento mesmo, mas quando penso em uma retrospectiva na minha cabeça, lembro como foram especiais. Elas estavam tão felizes que eu só poderia ficar feliz junto com elas. A minha maior lembrança são elas entrando na igreja. A igreja para mim é tudo, significa muito.

   Elas casaram na mesma igreja que eu, com a mesma mantilha e a mesma tiara, são muitas histórias juntas. Mas mesmo que casassem sem nada disso, só de vê-las entrando na igreja, já seria o suficiente. É uma realização.

   Só o que eu quero é que as duas estejam bem, tenhas suas famílias e sejam felizes. Elas saírem de casa faz parte da vida, do ciclo. Agora tenho meus dois netinhos, da Maria Paula, e estou esperando os da Beatriz.

   Elas ficam tanto aqui, que nem temos muito tempo de sentir falta sabe, rs. Logo depois que a segunda casou, a primeira voltou a morar comigo porque estava reformando o apartamento. Quando ela saiu, a Beatriz voltou porque o dela também não estava pronto, e assim vamos. Elas sempre aqui e agora duplicado, pois vem marido, filhos, etc.

   Se você casa suas filhas com pessoas que você gosta, e que as fazem felizes, só pode mesmo ficar satisfeita. E nós, os pais, estamos muito satisfeitos".

 

Você também
pode gostar de...

Antena Yes

Casamento pós-pandemia: novas regras...

Aos poucos a vida parece retomar...

Antena Yes

Viane Araújo e João...

Para quem pensa que o Rio...

Antena Yes

Txai Resort doa alimentos...

Quatro comunidades formadas por moradores e...