Yes Wedding

O site YW está em manutenção por conta da nova versão e em breve o login estará normalizado. Obrigada pela compreensão

  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram
  • Pinterest
O Yes Wedding tem o maior prazer em receber suas sugestões, opiniões e comentários. Quanto as dúvidas individuais, conforme formos recebendo, tentaremos transformá-las em pautas de matérias futuras. Obrigada e volte sempre!

Contato

contato@yeswedding.com.br
  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram
  • Pinterest

Editoriais

Boho Soul

FICHA TÉCNICA

  • Boho Soul

    Buscando ultrapassar os horizontes do mundo dos casamentos, o editorial Boho Soul carrega um propósito maior do que ditar tendências e estilos: ele fala sobre sustentabilidade e representatividade, refletindo sobre a responsabilidade de usar a voz e o direito de ser quem somos, na luta pelo que acreditamos. Assim, Boho Soul deixa de ser uma marca registrada do Atelier Natasha Katherine, e passa a ser a ferramenta que encontramos para falar sobre nossas causas e a consciência que queremos disseminar. Não é um editorial, um projeto ou um time: é um novo movimento.

    Todos os vestidos são veganos (nenhum tecido ou item é de origem animal), confeccionados com tingimento natural e parte da matéria-prima reaproveitada, num processo de upcycling. A decoração foi construída sem a utilização de espuma floral (#nofloralfoam), as velas são de origem vegetal, e a utilização das flores e folhagens desidratadas ganha ainda força pela possibilidade de reutilização. A papelaria foi criada em um processo totalmente artesanal, com papel reciclado e papel de algodão.

    Sobre a representatividade, melhor escutar a voz de quem a viveu nesse editorial:

    Eu achava que o comum era o certo, mesmo que eu não me enxergasse nele: o casamento branco. Meu sonho é casar e poder vivenciar isso. Me senti em casa. Todos respeitaram e permitiram que fossemos nós. Imagino quantos casais pretos poderão ser influenciados por este editorial. Quantas mulheres pretas se sentirão inspiradas a tornar este dia ainda mais especial, e definitivamente, do seu jeito. Nos privaram de amar o nosso semelhante, de dar e receber afeto. Ter inspirações pretas nos fazem continuar acreditando que nossa ancestralidade tem potência e que temos o dever de ter e sonhar com o amor”, destaca a noiva Mayara Rosa.

    É essencial um trabalho que fotografe casais pretos. Nossos imaginários são construídos a partir da lógica de que o relacionamento de pessoas pretas não dá certo. Desconstruir essa crença, fazendo com que casais pretos se vejam, é o primeiro passo de uma sociedade menos racista. Observei o editorial como um quadro onde cada artista pincelou sua parte com o sensível toque de sabedoria que possui, fazendo assim, da arte, uma composição compartilhada de saberes”, finalizou Rafael Oliveira.


    Ficha Técnica


    Idealização e vestidos: Atelier Natasha Katherine
    Modelos: Mayara Rosa e Rafael Oliveira
    Decoração: Bohemian Village
    Local: Villa Mandacaru
    Beleza: Paulo MakeUp
    Fotografia: Gabriel (Rara Fotografia)
    Vídeo: Guilherme Paiva
    Buffet: Miscellany Buffet
    Traje do noivo: VG Dândis
    Papelaria: Vem ver o Sol Nascer
    Acessório de cabelo: Grattoni Flores
    Sapato: Le Lanfredi
    Bolo: Giovanna Favarati
    Louçaria: Ritz Festas
    Mobiliário: Lunika Locações de Móveis
    Fitas: Carretel Fitas Artesanais
    Lapelas: Botounniere Lapelas
    Almofadas: Molah Studio
    Roupa de mesa: Luna Table Decor
    Assessoria: Afrowedding
    Tiara: Atelier Girardi 

    ../fornecedor// /ctrl_public/arqs/2020/8/10/944547924_thumb.jpg Boho Soul
  • Boho Soul

    Buscando ultrapassar os horizontes do mundo dos casamentos, o editorial Boho Soul carrega um propósito maior do que ditar tendências e estilos: ele fala sobre sustentabilidade representatividade, refletindo sobre a responsabilidade de usar a voz e o direito de ser quem somos, na luta pelo que acreditamos. Assim, Boho Soul deixa de ser uma marca registrada do Atelier Natasha Katherine, e passa a ser a ferramenta que encontramos para falar sobre nossas causas e a consciência que queremos disseminar. Não é um editorial, um projeto ou um time: é um novo movimento.

    Todos os vestidos são veganos (nenhum tecido ou item é de origem animal), confeccionados com tingimento natural e parte da matéria-prima reaproveitada, num processo de upcycling. A decoração foi construída sem a utilização de espuma floral (#nofloralfoam), as velas são de origem vegetal, e a utilização das flores e folhagens desidratadas ganha ainda força pela possibilidade de reutilização. A papelaria foi criada em um processo totalmente artesanal, com papel reciclado e papel de algodão.

    Sobre a representatividade, melhor escutar a voz de quem a viveu nesse editorial:

    Eu achava que o comum era o certo, mesmo que eu não me enxergasse nele: o casamento branco. Meu sonho é casar e poder vivenciar isso. Me senti em casa. Todos respeitaram e permitiram que fossemos nós. Imagino quantos casais pretos poderão ser influenciados por este editorial. Quantas mulheres pretas se sentirão inspiradas a tornar este dia ainda mais especial, e definitivamente, do seu jeito. Nos privaram de amar o nosso semelhante, de dar e receber afeto. Ter inspirações pretas nos fazem continuar acreditando que nossa ancestralidade tem potência e que temos o dever de ter e sonhar com o amor”, destaca a noiva Mayara Rosa.

    É essencial um trabalho que fotografe casais pretos. Nossos imaginários são construídos a partir da lógica de que o relacionamento de pessoas pretas não dá certo. Desconstruir essa crença, fazendo com que casais pretos se vejam, é o primeiro passo de uma sociedade menos racista. Observei o editorial como um quadro onde cada artista pincelou sua parte com o sensível toque de sabedoria que possui, fazendo assim, da arte, uma composição compartilhada de saberes”, finalizou Rafael Oliveira.


    Ficha Técnica


    Idealização e vestidos: Atelier Natasha Katherine
    Modelos: Mayara Rosa e Rafael Oliveira
    Decoração: Bohemian Village
    Local: Villa Mandacaru
    Beleza: Paulo MakeUp
    Fotografia: Gabriel (Rara Fotografia)
    Vídeo: Guilherme Paiva
    Buffet: Miscellany Buffet
    Traje do noivo: VG Dândis
    Papelaria: Vem ver o Sol Nascer
    Acessório de cabelo: Grattoni Flores
    Sapato: Le Lanfredi
    Bolo: Giovanna Favarati
    Louçaria: Ritz Festas
    Mobiliário: Lunika Locações de Móveis
    Fitas: Carretel Fitas Artesanais
    Lapelas: Botounniere Lapelas
    Almofadas: Molah Studio
    Roupa de mesa: Luna Table Decor
    Assessoria: Afrowedding
    Tiara: Atelier Girardi 

    ../fornecedor// /ctrl_public/arqs/2020/8/10/944557628_thumb.jpg Boho Soul
  • Boho Soul

    Buscando ultrapassar os horizontes do mundo dos casamentos, o editorial Boho Soul carrega um propósito maior do que ditar tendências e estilos: ele fala sobre sustentabilidade representatividade, refletindo sobre a responsabilidade de usar a voz e o direito de ser quem somos, na luta pelo que acreditamos. Assim, Boho Soul deixa de ser uma marca registrada do Atelier Natasha Katherine, e passa a ser a ferramenta que encontramos para falar sobre nossas causas e a consciência que queremos disseminar. Não é um editorial, um projeto ou um time: é um novo movimento.

    Todos os vestidos são veganos (nenhum tecido ou item é de origem animal), confeccionados com tingimento natural e parte da matéria-prima reaproveitada, num processo de upcycling. A decoração foi construída sem a utilização de espuma floral (#nofloralfoam), as velas são de origem vegetal, e a utilização das flores e folhagens desidratadas ganha ainda força pela possibilidade de reutilização. A papelaria foi criada em um processo totalmente artesanal, com papel reciclado e papel de algodão.

    Sobre a representatividade, melhor escutar a voz de quem a viveu nesse editorial:

    Eu achava que o comum era o certo, mesmo que eu não me enxergasse nele: o casamento branco. Meu sonho é casar e poder vivenciar isso. Me senti em casa. Todos respeitaram e permitiram que fossemos nós. Imagino quantos casais pretos poderão ser influenciados por este editorial. Quantas mulheres pretas se sentirão inspiradas a tornar este dia ainda mais especial, e definitivamente, do seu jeito. Nos privaram de amar o nosso semelhante, de dar e receber afeto. Ter inspirações pretas nos fazem continuar acreditando que nossa ancestralidade tem potência e que temos o dever de ter e sonhar com o amor”, destaca a noiva Mayara Rosa.

    É essencial um trabalho que fotografe casais pretos. Nossos imaginários são construídos a partir da lógica de que o relacionamento de pessoas pretas não dá certo. Desconstruir essa crença, fazendo com que casais pretos se vejam, é o primeiro passo de uma sociedade menos racista. Observei o editorial como um quadro onde cada artista pincelou sua parte com o sensível toque de sabedoria que possui, fazendo assim, da arte, uma composição compartilhada de saberes”, finalizou Rafael Oliveira.


    Ficha Técnica


    Idealização e vestidos: Atelier Natasha Katherine
    Modelos: Mayara Rosa e Rafael Oliveira
    Decoração: Bohemian Village
    Local: Villa Mandacaru
    Beleza: Paulo MakeUp
    Fotografia: Gabriel (Rara Fotografia)
    Vídeo: Guilherme Paiva
    Buffet: Miscellany Buffet
    Traje do noivo: VG Dândis
    Papelaria: Vem ver o Sol Nascer
    Acessório de cabelo: Grattoni Flores
    Sapato: Le Lanfredi
    Bolo: Giovanna Favarati
    Louçaria: Ritz Festas
    Mobiliário: Lunika Locações de Móveis
    Fitas: Carretel Fitas Artesanais
    Lapelas: Botounniere Lapelas
    Almofadas: Molah Studio
    Roupa de mesa: Luna Table Decor
    Assessoria: Afrowedding
    Tiara: Atelier Girardi 

    ../fornecedor// /ctrl_public/arqs/2020/8/10/944563360_thumb.jpg Boho Soul
  • Boho Soul

    Buscando ultrapassar os horizontes do mundo dos casamentos, o editorial Boho Soul carrega um propósito maior do que ditar tendências e estilos: ele fala sobre sustentabilidade representatividade, refletindo sobre a responsabilidade de usar a voz e o direito de ser quem somos, na luta pelo que acreditamos. Assim, Boho Soul deixa de ser uma marca registrada do Atelier Natasha Katherine, e passa a ser a ferramenta que encontramos para falar sobre nossas causas e a consciência que queremos disseminar. Não é um editorial, um projeto ou um time: é um novo movimento.

    Todos os vestidos são veganos (nenhum tecido ou item é de origem animal), confeccionados com tingimento natural e parte da matéria-prima reaproveitada, num processo de upcycling. A decoração foi construída sem a utilização de espuma floral (#nofloralfoam), as velas são de origem vegetal, e a utilização das flores e folhagens desidratadas ganha ainda força pela possibilidade de reutilização. A papelaria foi criada em um processo totalmente artesanal, com papel reciclado e papel de algodão.

    Sobre a representatividade, melhor escutar a voz de quem a viveu nesse editorial:

    Eu achava que o comum era o certo, mesmo que eu não me enxergasse nele: o casamento branco. Meu sonho é casar e poder vivenciar isso. Me senti em casa. Todos respeitaram e permitiram que fossemos nós. Imagino quantos casais pretos poderão ser influenciados por este editorial. Quantas mulheres pretas se sentirão inspiradas a tornar este dia ainda mais especial, e definitivamente, do seu jeito. Nos privaram de amar o nosso semelhante, de dar e receber afeto. Ter inspirações pretas nos fazem continuar acreditando que nossa ancestralidade tem potência e que temos o dever de ter e sonhar com o amor”, destaca a noiva Mayara Rosa.

    É essencial um trabalho que fotografe casais pretos. Nossos imaginários são construídos a partir da lógica de que o relacionamento de pessoas pretas não dá certo. Desconstruir essa crença, fazendo com que casais pretos se vejam, é o primeiro passo de uma sociedade menos racista. Observei o editorial como um quadro onde cada artista pincelou sua parte com o sensível toque de sabedoria que possui, fazendo assim, da arte, uma composição compartilhada de saberes”, finalizou Rafael Oliveira.


    Ficha Técnica


    Idealização e vestidos: Atelier Natasha Katherine
    Modelos: Mayara Rosa e Rafael Oliveira
    Decoração: Bohemian Village
    Local: Villa Mandacaru
    Beleza: Paulo MakeUp
    Fotografia: Gabriel (Rara Fotografia)
    Vídeo: Guilherme Paiva
    Buffet: Miscellany Buffet
    Traje do noivo: VG Dândis
    Papelaria: Vem ver o Sol Nascer
    Acessório de cabelo: Grattoni Flores
    Sapato: Le Lanfredi
    Bolo: Giovanna Favarati
    Louçaria: Ritz Festas
    Mobiliário: Lunika Locações de Móveis
    Fitas: Carretel Fitas Artesanais
    Lapelas: Botounniere Lapelas
    Almofadas: Molah Studio
    Roupa de mesa: Luna Table Decor
    Assessoria: Afrowedding
    Tiara: Atelier Girardi 

    ../fornecedor// /ctrl_public/arqs/2020/8/10/944579787_thumb.jpg Boho Soul
  • Boho Soul

    Buscando ultrapassar os horizontes do mundo dos casamentos, o editorial Boho Soul carrega um propósito maior do que ditar tendências e estilos: ele fala sobre sustentabilidade representatividade, refletindo sobre a responsabilidade de usar a voz e o direito de ser quem somos, na luta pelo que acreditamos. Assim, Boho Soul deixa de ser uma marca registrada do Atelier Natasha Katherine, e passa a ser a ferramenta que encontramos para falar sobre nossas causas e a consciência que queremos disseminar. Não é um editorial, um projeto ou um time: é um novo movimento.

    Todos os vestidos são veganos (nenhum tecido ou item é de origem animal), confeccionados com tingimento natural e parte da matéria-prima reaproveitada, num processo de upcycling. A decoração foi construída sem a utilização de espuma floral (#nofloralfoam), as velas são de origem vegetal, e a utilização das flores e folhagens desidratadas ganha ainda força pela possibilidade de reutilização. A papelaria foi criada em um processo totalmente artesanal, com papel reciclado e papel de algodão.

    Sobre a representatividade, melhor escutar a voz de quem a viveu nesse editorial:

    Eu achava que o comum era o certo, mesmo que eu não me enxergasse nele: o casamento branco. Meu sonho é casar e poder vivenciar isso. Me senti em casa. Todos respeitaram e permitiram que fossemos nós. Imagino quantos casais pretos poderão ser influenciados por este editorial. Quantas mulheres pretas se sentirão inspiradas a tornar este dia ainda mais especial, e definitivamente, do seu jeito. Nos privaram de amar o nosso semelhante, de dar e receber afeto. Ter inspirações pretas nos fazem continuar acreditando que nossa ancestralidade tem potência e que temos o dever de ter e sonhar com o amor”, destaca a noiva Mayara Rosa.

    É essencial um trabalho que fotografe casais pretos. Nossos imaginários são construídos a partir da lógica de que o relacionamento de pessoas pretas não dá certo. Desconstruir essa crença, fazendo com que casais pretos se vejam, é o primeiro passo de uma sociedade menos racista. Observei o editorial como um quadro onde cada artista pincelou sua parte com o sensível toque de sabedoria que possui, fazendo assim, da arte, uma composição compartilhada de saberes”, finalizou Rafael Oliveira.


    Ficha Técnica


    Idealização e vestidos: Atelier Natasha Katherine
    Modelos: Mayara Rosa e Rafael Oliveira
    Decoração: Bohemian Village
    Local: Villa Mandacaru
    Beleza: Paulo MakeUp
    Fotografia: Gabriel (Rara Fotografia)
    Vídeo: Guilherme Paiva
    Buffet: Miscellany Buffet
    Traje do noivo: VG Dândis
    Papelaria: Vem ver o Sol Nascer
    Acessório de cabelo: Grattoni Flores
    Sapato: Le Lanfredi
    Bolo: Giovanna Favarati
    Louçaria: Ritz Festas
    Mobiliário: Lunika Locações de Móveis
    Fitas: Carretel Fitas Artesanais
    Lapelas: Botounniere Lapelas
    Almofadas: Molah Studio
    Roupa de mesa: Luna Table Decor
    Assessoria: Afrowedding
    Tiara: Atelier Girardi 

    ../fornecedor// /ctrl_public/arqs/2020/8/10/944589485_thumb.jpg Boho Soul
  • Boho Soul

    Buscando ultrapassar os horizontes do mundo dos casamentos, o editorial Boho Soul carrega um propósito maior do que ditar tendências e estilos: ele fala sobre sustentabilidade representatividade, refletindo sobre a responsabilidade de usar a voz e o direito de ser quem somos, na luta pelo que acreditamos. Assim, Boho Soul deixa de ser uma marca registrada do Atelier Natasha Katherine, e passa a ser a ferramenta que encontramos para falar sobre nossas causas e a consciência que queremos disseminar. Não é um editorial, um projeto ou um time: é um novo movimento.

    Todos os vestidos são veganos (nenhum tecido ou item é de origem animal), confeccionados com tingimento natural e parte da matéria-prima reaproveitada, num processo de upcycling. A decoração foi construída sem a utilização de espuma floral (#nofloralfoam), as velas são de origem vegetal, e a utilização das flores e folhagens desidratadas ganha ainda força pela possibilidade de reutilização. A papelaria foi criada em um processo totalmente artesanal, com papel reciclado e papel de algodão.

    Sobre a representatividade, melhor escutar a voz de quem a viveu nesse editorial:

    Eu achava que o comum era o certo, mesmo que eu não me enxergasse nele: o casamento branco. Meu sonho é casar e poder vivenciar isso. Me senti em casa. Todos respeitaram e permitiram que fossemos nós. Imagino quantos casais pretos poderão ser influenciados por este editorial. Quantas mulheres pretas se sentirão inspiradas a tornar este dia ainda mais especial, e definitivamente, do seu jeito. Nos privaram de amar o nosso semelhante, de dar e receber afeto. Ter inspirações pretas nos fazem continuar acreditando que nossa ancestralidade tem potência e que temos o dever de ter e sonhar com o amor”, destaca a noiva Mayara Rosa.

    É essencial um trabalho que fotografe casais pretos. Nossos imaginários são construídos a partir da lógica de que o relacionamento de pessoas pretas não dá certo. Desconstruir essa crença, fazendo com que casais pretos se vejam, é o primeiro passo de uma sociedade menos racista. Observei o editorial como um quadro onde cada artista pincelou sua parte com o sensível toque de sabedoria que possui, fazendo assim, da arte, uma composição compartilhada de saberes”, finalizou Rafael Oliveira.


    Ficha Técnica


    Idealização e vestidos: Atelier Natasha Katherine
    Modelos: Mayara Rosa e Rafael Oliveira
    Decoração: Bohemian Village
    Local: Villa Mandacaru
    Beleza: Paulo MakeUp
    Fotografia: Gabriel (Rara Fotografia)
    Vídeo: Guilherme Paiva
    Buffet: Miscellany Buffet
    Traje do noivo: VG Dândis
    Papelaria: Vem ver o Sol Nascer
    Acessório de cabelo: Grattoni Flores
    Sapato: Le Lanfredi
    Bolo: Giovanna Favarati
    Louçaria: Ritz Festas
    Mobiliário: Lunika Locações de Móveis
    Fitas: Carretel Fitas Artesanais
    Lapelas: Botounniere Lapelas
    Almofadas: Molah Studio
    Roupa de mesa: Luna Table Decor
    Assessoria: Afrowedding
    Tiara: Atelier Girardi 

    ../fornecedor// /ctrl_public/arqs/2020/8/10/944592333_thumb.jpg Boho Soul
  • Boho Soul

    Buscando ultrapassar os horizontes do mundo dos casamentos, o editorial Boho Soul carrega um propósito maior do que ditar tendências e estilos: ele fala sobre sustentabilidade representatividade, refletindo sobre a responsabilidade de usar a voz e o direito de ser quem somos, na luta pelo que acreditamos. Assim, Boho Soul deixa de ser uma marca registrada do Atelier Natasha Katherine, e passa a ser a ferramenta que encontramos para falar sobre nossas causas e a consciência que queremos disseminar. Não é um editorial, um projeto ou um time: é um novo movimento.

    Todos os vestidos são veganos (nenhum tecido ou item é de origem animal), confeccionados com tingimento natural e parte da matéria-prima reaproveitada, num processo de upcycling. A decoração foi construída sem a utilização de espuma floral (#nofloralfoam), as velas são de origem vegetal, e a utilização das flores e folhagens desidratadas ganha ainda força pela possibilidade de reutilização. A papelaria foi criada em um processo totalmente artesanal, com papel reciclado e papel de algodão.

    Sobre a representatividade, melhor escutar a voz de quem a viveu nesse editorial:

    Eu achava que o comum era o certo, mesmo que eu não me enxergasse nele: o casamento branco. Meu sonho é casar e poder vivenciar isso. Me senti em casa. Todos respeitaram e permitiram que fossemos nós. Imagino quantos casais pretos poderão ser influenciados por este editorial. Quantas mulheres pretas se sentirão inspiradas a tornar este dia ainda mais especial, e definitivamente, do seu jeito. Nos privaram de amar o nosso semelhante, de dar e receber afeto. Ter inspirações pretas nos fazem continuar acreditando que nossa ancestralidade tem potência e que temos o dever de ter e sonhar com o amor”, destaca a noiva Mayara Rosa.

    É essencial um trabalho que fotografe casais pretos. Nossos imaginários são construídos a partir da lógica de que o relacionamento de pessoas pretas não dá certo. Desconstruir essa crença, fazendo com que casais pretos se vejam, é o primeiro passo de uma sociedade menos racista. Observei o editorial como um quadro onde cada artista pincelou sua parte com o sensível toque de sabedoria que possui, fazendo assim, da arte, uma composição compartilhada de saberes”, finalizou Rafael Oliveira.


    Ficha Técnica


    Idealização e vestidos: Atelier Natasha Katherine
    Modelos: Mayara Rosa e Rafael Oliveira
    Decoração: Bohemian Village
    Local: Villa Mandacaru
    Beleza: Paulo MakeUp
    Fotografia: Gabriel (Rara Fotografia)
    Vídeo: Guilherme Paiva
    Buffet: Miscellany Buffet
    Traje do noivo: VG Dândis
    Papelaria: Vem ver o Sol Nascer
    Acessório de cabelo: Grattoni Flores
    Sapato: Le Lanfredi
    Bolo: Giovanna Favarati
    Louçaria: Ritz Festas
    Mobiliário: Lunika Locações de Móveis
    Fitas: Carretel Fitas Artesanais
    Lapelas: Botounniere Lapelas
    Almofadas: Molah Studio
    Roupa de mesa: Luna Table Decor
    Assessoria: Afrowedding
    Tiara: Atelier Girardi 

    ../fornecedor// /ctrl_public/arqs/2020/8/10/944605294_thumb.jpg Boho Soul
  • Boho Soul

    Buscando ultrapassar os horizontes do mundo dos casamentos, o editorial Boho Soul carrega um propósito maior do que ditar tendências e estilos: ele fala sobre sustentabilidade representatividade, refletindo sobre a responsabilidade de usar a voz e o direito de ser quem somos, na luta pelo que acreditamos. Assim, Boho Soul deixa de ser uma marca registrada do Atelier Natasha Katherine, e passa a ser a ferramenta que encontramos para falar sobre nossas causas e a consciência que queremos disseminar. Não é um editorial, um projeto ou um time: é um novo movimento.

    Todos os vestidos são veganos (nenhum tecido ou item é de origem animal), confeccionados com tingimento natural e parte da matéria-prima reaproveitada, num processo de upcycling. A decoração foi construída sem a utilização de espuma floral (#nofloralfoam), as velas são de origem vegetal, e a utilização das flores e folhagens desidratadas ganha ainda força pela possibilidade de reutilização. A papelaria foi criada em um processo totalmente artesanal, com papel reciclado e papel de algodão.

    Sobre a representatividade, melhor escutar a voz de quem a viveu nesse editorial:

    Eu achava que o comum era o certo, mesmo que eu não me enxergasse nele: o casamento branco. Meu sonho é casar e poder vivenciar isso. Me senti em casa. Todos respeitaram e permitiram que fossemos nós. Imagino quantos casais pretos poderão ser influenciados por este editorial. Quantas mulheres pretas se sentirão inspiradas a tornar este dia ainda mais especial, e definitivamente, do seu jeito. Nos privaram de amar o nosso semelhante, de dar e receber afeto. Ter inspirações pretas nos fazem continuar acreditando que nossa ancestralidade tem potência e que temos o dever de ter e sonhar com o amor”, destaca a noiva Mayara Rosa.

    É essencial um trabalho que fotografe casais pretos. Nossos imaginários são construídos a partir da lógica de que o relacionamento de pessoas pretas não dá certo. Desconstruir essa crença, fazendo com que casais pretos se vejam, é o primeiro passo de uma sociedade menos racista. Observei o editorial como um quadro onde cada artista pincelou sua parte com o sensível toque de sabedoria que possui, fazendo assim, da arte, uma composição compartilhada de saberes”, finalizou Rafael Oliveira.


    Ficha Técnica


    Idealização e vestidos: Atelier Natasha Katherine
    Modelos: Mayara Rosa e Rafael Oliveira
    Decoração: Bohemian Village
    Local: Villa Mandacaru
    Beleza: Paulo MakeUp
    Fotografia: Gabriel (Rara Fotografia)
    Vídeo: Guilherme Paiva
    Buffet: Miscellany Buffet
    Traje do noivo: VG Dândis
    Papelaria: Vem ver o Sol Nascer
    Acessório de cabelo: Grattoni Flores
    Sapato: Le Lanfredi
    Bolo: Giovanna Favarati
    Louçaria: Ritz Festas
    Mobiliário: Lunika Locações de Móveis
    Fitas: Carretel Fitas Artesanais
    Lapelas: Botounniere Lapelas
    Almofadas: Molah Studio
    Roupa de mesa: Luna Table Decor
    Assessoria: Afrowedding
    Tiara: Atelier Girardi 

    ../fornecedor// /ctrl_public/arqs/2020/8/10/944611936_thumb.jpg Boho Soul
  • Boho Soul

    Buscando ultrapassar os horizontes do mundo dos casamentos, o editorial Boho Soul carrega um propósito maior do que ditar tendências e estilos: ele fala sobre sustentabilidade representatividade, refletindo sobre a responsabilidade de usar a voz e o direito de ser quem somos, na luta pelo que acreditamos. Assim, Boho Soul deixa de ser uma marca registrada do Atelier Natasha Katherine, e passa a ser a ferramenta que encontramos para falar sobre nossas causas e a consciência que queremos disseminar. Não é um editorial, um projeto ou um time: é um novo movimento.

    Todos os vestidos são veganos (nenhum tecido ou item é de origem animal), confeccionados com tingimento natural e parte da matéria-prima reaproveitada, num processo de upcycling. A decoração foi construída sem a utilização de espuma floral (#nofloralfoam), as velas são de origem vegetal, e a utilização das flores e folhagens desidratadas ganha ainda força pela possibilidade de reutilização. A papelaria foi criada em um processo totalmente artesanal, com papel reciclado e papel de algodão.

    Sobre a representatividade, melhor escutar a voz de quem a viveu nesse editorial:

    Eu achava que o comum era o certo, mesmo que eu não me enxergasse nele: o casamento branco. Meu sonho é casar e poder vivenciar isso. Me senti em casa. Todos respeitaram e permitiram que fossemos nós. Imagino quantos casais pretos poderão ser influenciados por este editorial. Quantas mulheres pretas se sentirão inspiradas a tornar este dia ainda mais especial, e definitivamente, do seu jeito. Nos privaram de amar o nosso semelhante, de dar e receber afeto. Ter inspirações pretas nos fazem continuar acreditando que nossa ancestralidade tem potência e que temos o dever de ter e sonhar com o amor”, destaca a noiva Mayara Rosa.

    É essencial um trabalho que fotografe casais pretos. Nossos imaginários são construídos a partir da lógica de que o relacionamento de pessoas pretas não dá certo. Desconstruir essa crença, fazendo com que casais pretos se vejam, é o primeiro passo de uma sociedade menos racista. Observei o editorial como um quadro onde cada artista pincelou sua parte com o sensível toque de sabedoria que possui, fazendo assim, da arte, uma composição compartilhada de saberes”, finalizou Rafael Oliveira.


    Ficha Técnica


    Idealização e vestidos: Atelier Natasha Katherine
    Modelos: Mayara Rosa e Rafael Oliveira
    Decoração: Bohemian Village
    Local: Villa Mandacaru
    Beleza: Paulo MakeUp
    Fotografia: Gabriel (Rara Fotografia)
    Vídeo: Guilherme Paiva
    Buffet: Miscellany Buffet
    Traje do noivo: VG Dândis
    Papelaria: Vem ver o Sol Nascer
    Acessório de cabelo: Grattoni Flores
    Sapato: Le Lanfredi
    Bolo: Giovanna Favarati
    Louçaria: Ritz Festas
    Mobiliário: Lunika Locações de Móveis
    Fitas: Carretel Fitas Artesanais
    Lapelas: Botounniere Lapelas
    Almofadas: Molah Studio
    Roupa de mesa: Luna Table Decor
    Assessoria: Afrowedding
    Tiara: Atelier Girardi 

    ../fornecedor// /ctrl_public/arqs/2020/8/10/944622765_thumb.jpg Boho Soul
  • Boho Soul

    Buscando ultrapassar os horizontes do mundo dos casamentos, o editorial Boho Soul carrega um propósito maior do que ditar tendências e estilos: ele fala sobre sustentabilidade representatividade, refletindo sobre a responsabilidade de usar a voz e o direito de ser quem somos, na luta pelo que acreditamos. Assim, Boho Soul deixa de ser uma marca registrada do Atelier Natasha Katherine, e passa a ser a ferramenta que encontramos para falar sobre nossas causas e a consciência que queremos disseminar. Não é um editorial, um projeto ou um time: é um novo movimento.

    Todos os vestidos são veganos (nenhum tecido ou item é de origem animal), confeccionados com tingimento natural e parte da matéria-prima reaproveitada, num processo de upcycling. A decoração foi construída sem a utilização de espuma floral (#nofloralfoam), as velas são de origem vegetal, e a utilização das flores e folhagens desidratadas ganha ainda força pela possibilidade de reutilização. A papelaria foi criada em um processo totalmente artesanal, com papel reciclado e papel de algodão.

    Sobre a representatividade, melhor escutar a voz de quem a viveu nesse editorial:

    Eu achava que o comum era o certo, mesmo que eu não me enxergasse nele: o casamento branco. Meu sonho é casar e poder vivenciar isso. Me senti em casa. Todos respeitaram e permitiram que fossemos nós. Imagino quantos casais pretos poderão ser influenciados por este editorial. Quantas mulheres pretas se sentirão inspiradas a tornar este dia ainda mais especial, e definitivamente, do seu jeito. Nos privaram de amar o nosso semelhante, de dar e receber afeto. Ter inspirações pretas nos fazem continuar acreditando que nossa ancestralidade tem potência e que temos o dever de ter e sonhar com o amor”, destaca a noiva Mayara Rosa.

    É essencial um trabalho que fotografe casais pretos. Nossos imaginários são construídos a partir da lógica de que o relacionamento de pessoas pretas não dá certo. Desconstruir essa crença, fazendo com que casais pretos se vejam, é o primeiro passo de uma sociedade menos racista. Observei o editorial como um quadro onde cada artista pincelou sua parte com o sensível toque de sabedoria que possui, fazendo assim, da arte, uma composição compartilhada de saberes”, finalizou Rafael Oliveira.


    Ficha Técnica


    Idealização e vestidos: Atelier Natasha Katherine
    Modelos: Mayara Rosa e Rafael Oliveira
    Decoração: Bohemian Village
    Local: Villa Mandacaru
    Beleza: Paulo MakeUp
    Fotografia: Gabriel (Rara Fotografia)
    Vídeo: Guilherme Paiva
    Buffet: Miscellany Buffet
    Traje do noivo: VG Dândis
    Papelaria: Vem ver o Sol Nascer
    Acessório de cabelo: Grattoni Flores
    Sapato: Le Lanfredi
    Bolo: Giovanna Favarati
    Louçaria: Ritz Festas
    Mobiliário: Lunika Locações de Móveis
    Fitas: Carretel Fitas Artesanais
    Lapelas: Botounniere Lapelas
    Almofadas: Molah Studio
    Roupa de mesa: Luna Table Decor
    Assessoria: Afrowedding
    Tiara: Atelier Girardi 

    ../fornecedor// /ctrl_public/arqs/2020/8/10/944635832_thumb.jpg Boho Soul
  • Boho Soul

    Buscando ultrapassar os horizontes do mundo dos casamentos, o editorial Boho Soul carrega um propósito maior do que ditar tendências e estilos: ele fala sobre sustentabilidade representatividade, refletindo sobre a responsabilidade de usar a voz e o direito de ser quem somos, na luta pelo que acreditamos. Assim, Boho Soul deixa de ser uma marca registrada do Atelier Natasha Katherine, e passa a ser a ferramenta que encontramos para falar sobre nossas causas e a consciência que queremos disseminar. Não é um editorial, um projeto ou um time: é um novo movimento.

    Todos os vestidos são veganos (nenhum tecido ou item é de origem animal), confeccionados com tingimento natural e parte da matéria-prima reaproveitada, num processo de upcycling. A decoração foi construída sem a utilização de espuma floral (#nofloralfoam), as velas são de origem vegetal, e a utilização das flores e folhagens desidratadas ganha ainda força pela possibilidade de reutilização. A papelaria foi criada em um processo totalmente artesanal, com papel reciclado e papel de algodão.

    Sobre a representatividade, melhor escutar a voz de quem a viveu nesse editorial:

    Eu achava que o comum era o certo, mesmo que eu não me enxergasse nele: o casamento branco. Meu sonho é casar e poder vivenciar isso. Me senti em casa. Todos respeitaram e permitiram que fossemos nós. Imagino quantos casais pretos poderão ser influenciados por este editorial. Quantas mulheres pretas se sentirão inspiradas a tornar este dia ainda mais especial, e definitivamente, do seu jeito. Nos privaram de amar o nosso semelhante, de dar e receber afeto. Ter inspirações pretas nos fazem continuar acreditando que nossa ancestralidade tem potência e que temos o dever de ter e sonhar com o amor”, destaca a noiva Mayara Rosa.

    É essencial um trabalho que fotografe casais pretos. Nossos imaginários são construídos a partir da lógica de que o relacionamento de pessoas pretas não dá certo. Desconstruir essa crença, fazendo com que casais pretos se vejam, é o primeiro passo de uma sociedade menos racista. Observei o editorial como um quadro onde cada artista pincelou sua parte com o sensível toque de sabedoria que possui, fazendo assim, da arte, uma composição compartilhada de saberes”, finalizou Rafael Oliveira.


    Ficha Técnica


    Idealização e vestidos: Atelier Natasha Katherine
    Modelos: Mayara Rosa e Rafael Oliveira
    Decoração: Bohemian Village
    Local: Villa Mandacaru
    Beleza: Paulo MakeUp
    Fotografia: Gabriel (Rara Fotografia)
    Vídeo: Guilherme Paiva
    Buffet: Miscellany Buffet
    Traje do noivo: VG Dândis
    Papelaria: Vem ver o Sol Nascer
    Acessório de cabelo: Grattoni Flores
    Sapato: Le Lanfredi
    Bolo: Giovanna Favarati
    Louçaria: Ritz Festas
    Mobiliário: Lunika Locações de Móveis
    Fitas: Carretel Fitas Artesanais
    Lapelas: Botounniere Lapelas
    Almofadas: Molah Studio
    Roupa de mesa: Luna Table Decor
    Assessoria: Afrowedding
    Tiara: Atelier Girardi 

    ../fornecedor// /ctrl_public/arqs/2020/8/10/944645006_thumb.jpg Boho Soul
  • Boho Soul

    Buscando ultrapassar os horizontes do mundo dos casamentos, o editorial Boho Soul carrega um propósito maior do que ditar tendências e estilos: ele fala sobre sustentabilidade representatividade, refletindo sobre a responsabilidade de usar a voz e o direito de ser quem somos, na luta pelo que acreditamos. Assim, Boho Soul deixa de ser uma marca registrada do Atelier Natasha Katherine, e passa a ser a ferramenta que encontramos para falar sobre nossas causas e a consciência que queremos disseminar. Não é um editorial, um projeto ou um time: é um novo movimento.

    Todos os vestidos são veganos (nenhum tecido ou item é de origem animal), confeccionados com tingimento natural e parte da matéria-prima reaproveitada, num processo de upcycling. A decoração foi construída sem a utilização de espuma floral (#nofloralfoam), as velas são de origem vegetal, e a utilização das flores e folhagens desidratadas ganha ainda força pela possibilidade de reutilização. A papelaria foi criada em um processo totalmente artesanal, com papel reciclado e papel de algodão.

    Sobre a representatividade, melhor escutar a voz de quem a viveu nesse editorial:

    Eu achava que o comum era o certo, mesmo que eu não me enxergasse nele: o casamento branco. Meu sonho é casar e poder vivenciar isso. Me senti em casa. Todos respeitaram e permitiram que fossemos nós. Imagino quantos casais pretos poderão ser influenciados por este editorial. Quantas mulheres pretas se sentirão inspiradas a tornar este dia ainda mais especial, e definitivamente, do seu jeito. Nos privaram de amar o nosso semelhante, de dar e receber afeto. Ter inspirações pretas nos fazem continuar acreditando que nossa ancestralidade tem potência e que temos o dever de ter e sonhar com o amor”, destaca a noiva Mayara Rosa.

    É essencial um trabalho que fotografe casais pretos. Nossos imaginários são construídos a partir da lógica de que o relacionamento de pessoas pretas não dá certo. Desconstruir essa crença, fazendo com que casais pretos se vejam, é o primeiro passo de uma sociedade menos racista. Observei o editorial como um quadro onde cada artista pincelou sua parte com o sensível toque de sabedoria que possui, fazendo assim, da arte, uma composição compartilhada de saberes”, finalizou Rafael Oliveira.


    Ficha Técnica


    Idealização e vestidos: Atelier Natasha Katherine
    Modelos: Mayara Rosa e Rafael Oliveira
    Decoração: Bohemian Village
    Local: Villa Mandacaru
    Beleza: Paulo MakeUp
    Fotografia: Gabriel (Rara Fotografia)
    Vídeo: Guilherme Paiva
    Buffet: Miscellany Buffet
    Traje do noivo: VG Dândis
    Papelaria: Vem ver o Sol Nascer
    Acessório de cabelo: Grattoni Flores
    Sapato: Le Lanfredi
    Bolo: Giovanna Favarati
    Louçaria: Ritz Festas
    Mobiliário: Lunika Locações de Móveis
    Fitas: Carretel Fitas Artesanais
    Lapelas: Botounniere Lapelas
    Almofadas: Molah Studio
    Roupa de mesa: Luna Table Decor
    Assessoria: Afrowedding
    Tiara: Atelier Girardi 

    ../fornecedor// /ctrl_public/arqs/2020/8/10/944656425_thumb.jpg Boho Soul
  • Boho Soul

    Buscando ultrapassar os horizontes do mundo dos casamentos, o editorial Boho Soul carrega um propósito maior do que ditar tendências e estilos: ele fala sobre sustentabilidade representatividade, refletindo sobre a responsabilidade de usar a voz e o direito de ser quem somos, na luta pelo que acreditamos. Assim, Boho Soul deixa de ser uma marca registrada do Atelier Natasha Katherine, e passa a ser a ferramenta que encontramos para falar sobre nossas causas e a consciência que queremos disseminar. Não é um editorial, um projeto ou um time: é um novo movimento.

    Todos os vestidos são veganos (nenhum tecido ou item é de origem animal), confeccionados com tingimento natural e parte da matéria-prima reaproveitada, num processo de upcycling. A decoração foi construída sem a utilização de espuma floral (#nofloralfoam), as velas são de origem vegetal, e a utilização das flores e folhagens desidratadas ganha ainda força pela possibilidade de reutilização. A papelaria foi criada em um processo totalmente artesanal, com papel reciclado e papel de algodão.

    Sobre a representatividade, melhor escutar a voz de quem a viveu nesse editorial:

    Eu achava que o comum era o certo, mesmo que eu não me enxergasse nele: o casamento branco. Meu sonho é casar e poder vivenciar isso. Me senti em casa. Todos respeitaram e permitiram que fossemos nós. Imagino quantos casais pretos poderão ser influenciados por este editorial. Quantas mulheres pretas se sentirão inspiradas a tornar este dia ainda mais especial, e definitivamente, do seu jeito. Nos privaram de amar o nosso semelhante, de dar e receber afeto. Ter inspirações pretas nos fazem continuar acreditando que nossa ancestralidade tem potência e que temos o dever de ter e sonhar com o amor”, destaca a noiva Mayara Rosa.

    É essencial um trabalho que fotografe casais pretos. Nossos imaginários são construídos a partir da lógica de que o relacionamento de pessoas pretas não dá certo. Desconstruir essa crença, fazendo com que casais pretos se vejam, é o primeiro passo de uma sociedade menos racista. Observei o editorial como um quadro onde cada artista pincelou sua parte com o sensível toque de sabedoria que possui, fazendo assim, da arte, uma composição compartilhada de saberes”, finalizou Rafael Oliveira.


    Ficha Técnica


    Idealização e vestidos: Atelier Natasha Katherine
    Modelos: Mayara Rosa e Rafael Oliveira
    Decoração: Bohemian Village
    Local: Villa Mandacaru
    Beleza: Paulo MakeUp
    Fotografia: Gabriel (Rara Fotografia)
    Vídeo: Guilherme Paiva
    Buffet: Miscellany Buffet
    Traje do noivo: VG Dândis
    Papelaria: Vem ver o Sol Nascer
    Acessório de cabelo: Grattoni Flores
    Sapato: Le Lanfredi
    Bolo: Giovanna Favarati
    Louçaria: Ritz Festas
    Mobiliário: Lunika Locações de Móveis
    Fitas: Carretel Fitas Artesanais
    Lapelas: Botounniere Lapelas
    Almofadas: Molah Studio
    Roupa de mesa: Luna Table Decor
    Assessoria: Afrowedding
    Tiara: Atelier Girardi 

    ../fornecedor// /ctrl_public/arqs/2020/8/10/944668556_thumb.jpg Boho Soul
  • Boho Soul

    Buscando ultrapassar os horizontes do mundo dos casamentos, o editorial Boho Soul carrega um propósito maior do que ditar tendências e estilos: ele fala sobre sustentabilidade representatividade, refletindo sobre a responsabilidade de usar a voz e o direito de ser quem somos, na luta pelo que acreditamos. Assim, Boho Soul deixa de ser uma marca registrada do Atelier Natasha Katherine, e passa a ser a ferramenta que encontramos para falar sobre nossas causas e a consciência que queremos disseminar. Não é um editorial, um projeto ou um time: é um novo movimento.

    Todos os vestidos são veganos (nenhum tecido ou item é de origem animal), confeccionados com tingimento natural e parte da matéria-prima reaproveitada, num processo de upcycling. A decoração foi construída sem a utilização de espuma floral (#nofloralfoam), as velas são de origem vegetal, e a utilização das flores e folhagens desidratadas ganha ainda força pela possibilidade de reutilização. A papelaria foi criada em um processo totalmente artesanal, com papel reciclado e papel de algodão.

    Sobre a representatividade, melhor escutar a voz de quem a viveu nesse editorial:

    Eu achava que o comum era o certo, mesmo que eu não me enxergasse nele: o casamento branco. Meu sonho é casar e poder vivenciar isso. Me senti em casa. Todos respeitaram e permitiram que fossemos nós. Imagino quantos casais pretos poderão ser influenciados por este editorial. Quantas mulheres pretas se sentirão inspiradas a tornar este dia ainda mais especial, e definitivamente, do seu jeito. Nos privaram de amar o nosso semelhante, de dar e receber afeto. Ter inspirações pretas nos fazem continuar acreditando que nossa ancestralidade tem potência e que temos o dever de ter e sonhar com o amor”, destaca a noiva Mayara Rosa.

    É essencial um trabalho que fotografe casais pretos. Nossos imaginários são construídos a partir da lógica de que o relacionamento de pessoas pretas não dá certo. Desconstruir essa crença, fazendo com que casais pretos se vejam, é o primeiro passo de uma sociedade menos racista. Observei o editorial como um quadro onde cada artista pincelou sua parte com o sensível toque de sabedoria que possui, fazendo assim, da arte, uma composição compartilhada de saberes”, finalizou Rafael Oliveira.


    Ficha Técnica


    Idealização e vestidos: Atelier Natasha Katherine
    Modelos: Mayara Rosa e Rafael Oliveira
    Decoração: Bohemian Village
    Local: Villa Mandacaru
    Beleza: Paulo MakeUp
    Fotografia: Gabriel (Rara Fotografia)
    Vídeo: Guilherme Paiva
    Buffet: Miscellany Buffet
    Traje do noivo: VG Dândis
    Papelaria: Vem ver o Sol Nascer
    Acessório de cabelo: Grattoni Flores
    Sapato: Le Lanfredi
    Bolo: Giovanna Favarati
    Louçaria: Ritz Festas
    Mobiliário: Lunika Locações de Móveis
    Fitas: Carretel Fitas Artesanais
    Lapelas: Botounniere Lapelas
    Almofadas: Molah Studio
    Roupa de mesa: Luna Table Decor
    Assessoria: Afrowedding
    Tiara: Atelier Girardi 

    ../fornecedor// /ctrl_public/arqs/2020/8/10/944676759_thumb.jpg Boho Soul
  • Boho Soul

    Buscando ultrapassar os horizontes do mundo dos casamentos, o editorial Boho Soul carrega um propósito maior do que ditar tendências e estilos: ele fala sobre sustentabilidade representatividade, refletindo sobre a responsabilidade de usar a voz e o direito de ser quem somos, na luta pelo que acreditamos. Assim, Boho Soul deixa de ser uma marca registrada do Atelier Natasha Katherine, e passa a ser a ferramenta que encontramos para falar sobre nossas causas e a consciência que queremos disseminar. Não é um editorial, um projeto ou um time: é um novo movimento.

    Todos os vestidos são veganos (nenhum tecido ou item é de origem animal), confeccionados com tingimento natural e parte da matéria-prima reaproveitada, num processo de upcycling. A decoração foi construída sem a utilização de espuma floral (#nofloralfoam), as velas são de origem vegetal, e a utilização das flores e folhagens desidratadas ganha ainda força pela possibilidade de reutilização. A papelaria foi criada em um processo totalmente artesanal, com papel reciclado e papel de algodão.

    Sobre a representatividade, melhor escutar a voz de quem a viveu nesse editorial:

    Eu achava que o comum era o certo, mesmo que eu não me enxergasse nele: o casamento branco. Meu sonho é casar e poder vivenciar isso. Me senti em casa. Todos respeitaram e permitiram que fossemos nós. Imagino quantos casais pretos poderão ser influenciados por este editorial. Quantas mulheres pretas se sentirão inspiradas a tornar este dia ainda mais especial, e definitivamente, do seu jeito. Nos privaram de amar o nosso semelhante, de dar e receber afeto. Ter inspirações pretas nos fazem continuar acreditando que nossa ancestralidade tem potência e que temos o dever de ter e sonhar com o amor”, destaca a noiva Mayara Rosa.

    É essencial um trabalho que fotografe casais pretos. Nossos imaginários são construídos a partir da lógica de que o relacionamento de pessoas pretas não dá certo. Desconstruir essa crença, fazendo com que casais pretos se vejam, é o primeiro passo de uma sociedade menos racista. Observei o editorial como um quadro onde cada artista pincelou sua parte com o sensível toque de sabedoria que possui, fazendo assim, da arte, uma composição compartilhada de saberes”, finalizou Rafael Oliveira.


    Ficha Técnica


    Idealização e vestidos: Atelier Natasha Katherine
    Modelos: Mayara Rosa e Rafael Oliveira
    Decoração: Bohemian Village
    Local: Villa Mandacaru
    Beleza: Paulo MakeUp
    Fotografia: Gabriel (Rara Fotografia)
    Vídeo: Guilherme Paiva
    Buffet: Miscellany Buffet
    Traje do noivo: VG Dândis
    Papelaria: Vem ver o Sol Nascer
    Acessório de cabelo: Grattoni Flores
    Sapato: Le Lanfredi
    Bolo: Giovanna Favarati
    Louçaria: Ritz Festas
    Mobiliário: Lunika Locações de Móveis
    Fitas: Carretel Fitas Artesanais
    Lapelas: Botounniere Lapelas
    Almofadas: Molah Studio
    Roupa de mesa: Luna Table Decor
    Assessoria: Afrowedding
    Tiara: Atelier Girardi 

    ../fornecedor// /ctrl_public/arqs/2020/8/10/944685215_thumb.jpg Boho Soul
  • Boho Soul

    Buscando ultrapassar os horizontes do mundo dos casamentos, o editorial Boho Soul carrega um propósito maior do que ditar tendências e estilos: ele fala sobre sustentabilidade representatividade, refletindo sobre a responsabilidade de usar a voz e o direito de ser quem somos, na luta pelo que acreditamos. Assim, Boho Soul deixa de ser uma marca registrada do Atelier Natasha Katherine, e passa a ser a ferramenta que encontramos para falar sobre nossas causas e a consciência que queremos disseminar. Não é um editorial, um projeto ou um time: é um novo movimento.

    Todos os vestidos são veganos (nenhum tecido ou item é de origem animal), confeccionados com tingimento natural e parte da matéria-prima reaproveitada, num processo de upcycling. A decoração foi construída sem a utilização de espuma floral (#nofloralfoam), as velas são de origem vegetal, e a utilização das flores e folhagens desidratadas ganha ainda força pela possibilidade de reutilização. A papelaria foi criada em um processo totalmente artesanal, com papel reciclado e papel de algodão.

    Sobre a representatividade, melhor escutar a voz de quem a viveu nesse editorial:

    Eu achava que o comum era o certo, mesmo que eu não me enxergasse nele: o casamento branco. Meu sonho é casar e poder vivenciar isso. Me senti em casa. Todos respeitaram e permitiram que fossemos nós. Imagino quantos casais pretos poderão ser influenciados por este editorial. Quantas mulheres pretas se sentirão inspiradas a tornar este dia ainda mais especial, e definitivamente, do seu jeito. Nos privaram de amar o nosso semelhante, de dar e receber afeto. Ter inspirações pretas nos fazem continuar acreditando que nossa ancestralidade tem potência e que temos o dever de ter e sonhar com o amor”, destaca a noiva Mayara Rosa.

    É essencial um trabalho que fotografe casais pretos. Nossos imaginários são construídos a partir da lógica de que o relacionamento de pessoas pretas não dá certo. Desconstruir essa crença, fazendo com que casais pretos se vejam, é o primeiro passo de uma sociedade menos racista. Observei o editorial como um quadro onde cada artista pincelou sua parte com o sensível toque de sabedoria que possui, fazendo assim, da arte, uma composição compartilhada de saberes”, finalizou Rafael Oliveira.


    Ficha Técnica


    Idealização e vestidos: Atelier Natasha Katherine
    Modelos: Mayara Rosa e Rafael Oliveira
    Decoração: Bohemian Village
    Local: Villa Mandacaru
    Beleza: Paulo MakeUp
    Fotografia: Gabriel (Rara Fotografia)
    Vídeo: Guilherme Paiva
    Buffet: Miscellany Buffet
    Traje do noivo: VG Dândis
    Papelaria: Vem ver o Sol Nascer
    Acessório de cabelo: Grattoni Flores
    Sapato: Le Lanfredi
    Bolo: Giovanna Favarati
    Louçaria: Ritz Festas
    Mobiliário: Lunika Locações de Móveis
    Fitas: Carretel Fitas Artesanais
    Lapelas: Botounniere Lapelas
    Almofadas: Molah Studio
    Roupa de mesa: Luna Table Decor
    Assessoria: Afrowedding
    Tiara: Atelier Girardi 

    ../fornecedor// /ctrl_public/arqs/2020/8/10/944693996_thumb.jpg Boho Soul
  • Boho Soul

    Buscando ultrapassar os horizontes do mundo dos casamentos, o editorial Boho Soul carrega um propósito maior do que ditar tendências e estilos: ele fala sobre sustentabilidade representatividade, refletindo sobre a responsabilidade de usar a voz e o direito de ser quem somos, na luta pelo que acreditamos. Assim, Boho Soul deixa de ser uma marca registrada do Atelier Natasha Katherine, e passa a ser a ferramenta que encontramos para falar sobre nossas causas e a consciência que queremos disseminar. Não é um editorial, um projeto ou um time: é um novo movimento.

    Todos os vestidos são veganos (nenhum tecido ou item é de origem animal), confeccionados com tingimento natural e parte da matéria-prima reaproveitada, num processo de upcycling. A decoração foi construída sem a utilização de espuma floral (#nofloralfoam), as velas são de origem vegetal, e a utilização das flores e folhagens desidratadas ganha ainda força pela possibilidade de reutilização. A papelaria foi criada em um processo totalmente artesanal, com papel reciclado e papel de algodão.

    Sobre a representatividade, melhor escutar a voz de quem a viveu nesse editorial:

    Eu achava que o comum era o certo, mesmo que eu não me enxergasse nele: o casamento branco. Meu sonho é casar e poder vivenciar isso. Me senti em casa. Todos respeitaram e permitiram que fossemos nós. Imagino quantos casais pretos poderão ser influenciados por este editorial. Quantas mulheres pretas se sentirão inspiradas a tornar este dia ainda mais especial, e definitivamente, do seu jeito. Nos privaram de amar o nosso semelhante, de dar e receber afeto. Ter inspirações pretas nos fazem continuar acreditando que nossa ancestralidade tem potência e que temos o dever de ter e sonhar com o amor”, destaca a noiva Mayara Rosa.

    É essencial um trabalho que fotografe casais pretos. Nossos imaginários são construídos a partir da lógica de que o relacionamento de pessoas pretas não dá certo. Desconstruir essa crença, fazendo com que casais pretos se vejam, é o primeiro passo de uma sociedade menos racista. Observei o editorial como um quadro onde cada artista pincelou sua parte com o sensível toque de sabedoria que possui, fazendo assim, da arte, uma composição compartilhada de saberes”, finalizou Rafael Oliveira.


    Ficha Técnica


    Idealização e vestidos: Atelier Natasha Katherine
    Modelos: Mayara Rosa e Rafael Oliveira
    Decoração: Bohemian Village
    Local: Villa Mandacaru
    Beleza: Paulo MakeUp
    Fotografia: Gabriel (Rara Fotografia)
    Vídeo: Guilherme Paiva
    Buffet: Miscellany Buffet
    Traje do noivo: VG Dândis
    Papelaria: Vem ver o Sol Nascer
    Acessório de cabelo: Grattoni Flores
    Sapato: Le Lanfredi
    Bolo: Giovanna Favarati
    Louçaria: Ritz Festas
    Mobiliário: Lunika Locações de Móveis
    Fitas: Carretel Fitas Artesanais
    Lapelas: Botounniere Lapelas
    Almofadas: Molah Studio
    Roupa de mesa: Luna Table Decor
    Assessoria: Afrowedding
    Tiara: Atelier Girardi 

    ../fornecedor// /ctrl_public/arqs/2020/8/10/944708708_thumb.jpg Boho Soul
  • Boho Soul

    Buscando ultrapassar os horizontes do mundo dos casamentos, o editorial Boho Soul carrega um propósito maior do que ditar tendências e estilos: ele fala sobre sustentabilidade representatividade, refletindo sobre a responsabilidade de usar a voz e o direito de ser quem somos, na luta pelo que acreditamos. Assim, Boho Soul deixa de ser uma marca registrada do Atelier Natasha Katherine, e passa a ser a ferramenta que encontramos para falar sobre nossas causas e a consciência que queremos disseminar. Não é um editorial, um projeto ou um time: é um novo movimento.

    Todos os vestidos são veganos (nenhum tecido ou item é de origem animal), confeccionados com tingimento natural e parte da matéria-prima reaproveitada, num processo de upcycling. A decoração foi construída sem a utilização de espuma floral (#nofloralfoam), as velas são de origem vegetal, e a utilização das flores e folhagens desidratadas ganha ainda força pela possibilidade de reutilização. A papelaria foi criada em um processo totalmente artesanal, com papel reciclado e papel de algodão.

    Sobre a representatividade, melhor escutar a voz de quem a viveu nesse editorial:

    Eu achava que o comum era o certo, mesmo que eu não me enxergasse nele: o casamento branco. Meu sonho é casar e poder vivenciar isso. Me senti em casa. Todos respeitaram e permitiram que fossemos nós. Imagino quantos casais pretos poderão ser influenciados por este editorial. Quantas mulheres pretas se sentirão inspiradas a tornar este dia ainda mais especial, e definitivamente, do seu jeito. Nos privaram de amar o nosso semelhante, de dar e receber afeto. Ter inspirações pretas nos fazem continuar acreditando que nossa ancestralidade tem potência e que temos o dever de ter e sonhar com o amor”, destaca a noiva Mayara Rosa.

    É essencial um trabalho que fotografe casais pretos. Nossos imaginários são construídos a partir da lógica de que o relacionamento de pessoas pretas não dá certo. Desconstruir essa crença, fazendo com que casais pretos se vejam, é o primeiro passo de uma sociedade menos racista. Observei o editorial como um quadro onde cada artista pincelou sua parte com o sensível toque de sabedoria que possui, fazendo assim, da arte, uma composição compartilhada de saberes”, finalizou Rafael Oliveira.


    Ficha Técnica


    Idealização e vestidos: Atelier Natasha Katherine
    Modelos: Mayara Rosa e Rafael Oliveira
    Decoração: Bohemian Village
    Local: Villa Mandacaru
    Beleza: Paulo MakeUp
    Fotografia: Gabriel (Rara Fotografia)
    Vídeo: Guilherme Paiva
    Buffet: Miscellany Buffet
    Traje do noivo: VG Dândis
    Papelaria: Vem ver o Sol Nascer
    Acessório de cabelo: Grattoni Flores
    Sapato: Le Lanfredi
    Bolo: Giovanna Favarati
    Louçaria: Ritz Festas
    Mobiliário: Lunika Locações de Móveis
    Fitas: Carretel Fitas Artesanais
    Lapelas: Botounniere Lapelas
    Almofadas: Molah Studio
    Roupa de mesa: Luna Table Decor
    Assessoria: Afrowedding
    Tiara: Atelier Girardi 

    ../fornecedor// /ctrl_public/arqs/2020/8/10/944713047_thumb.jpg Boho Soul
  • Boho Soul

    Buscando ultrapassar os horizontes do mundo dos casamentos, o editorial Boho Soul carrega um propósito maior do que ditar tendências e estilos: ele fala sobre sustentabilidade representatividade, refletindo sobre a responsabilidade de usar a voz e o direito de ser quem somos, na luta pelo que acreditamos. Assim, Boho Soul deixa de ser uma marca registrada do Atelier Natasha Katherine, e passa a ser a ferramenta que encontramos para falar sobre nossas causas e a consciência que queremos disseminar. Não é um editorial, um projeto ou um time: é um novo movimento.

    Todos os vestidos são veganos (nenhum tecido ou item é de origem animal), confeccionados com tingimento natural e parte da matéria-prima reaproveitada, num processo de upcycling. A decoração foi construída sem a utilização de espuma floral (#nofloralfoam), as velas são de origem vegetal, e a utilização das flores e folhagens desidratadas ganha ainda força pela possibilidade de reutilização. A papelaria foi criada em um processo totalmente artesanal, com papel reciclado e papel de algodão.

    Sobre a representatividade, melhor escutar a voz de quem a viveu nesse editorial:

    Eu achava que o comum era o certo, mesmo que eu não me enxergasse nele: o casamento branco. Meu sonho é casar e poder vivenciar isso. Me senti em casa. Todos respeitaram e permitiram que fossemos nós. Imagino quantos casais pretos poderão ser influenciados por este editorial. Quantas mulheres pretas se sentirão inspiradas a tornar este dia ainda mais especial, e definitivamente, do seu jeito. Nos privaram de amar o nosso semelhante, de dar e receber afeto. Ter inspirações pretas nos fazem continuar acreditando que nossa ancestralidade tem potência e que temos o dever de ter e sonhar com o amor”, destaca a noiva Mayara Rosa.

    É essencial um trabalho que fotografe casais pretos. Nossos imaginários são construídos a partir da lógica de que o relacionamento de pessoas pretas não dá certo. Desconstruir essa crença, fazendo com que casais pretos se vejam, é o primeiro passo de uma sociedade menos racista. Observei o editorial como um quadro onde cada artista pincelou sua parte com o sensível toque de sabedoria que possui, fazendo assim, da arte, uma composição compartilhada de saberes”, finalizou Rafael Oliveira.


    Ficha Técnica


    Idealização e vestidos: Atelier Natasha Katherine
    Modelos: Mayara Rosa e Rafael Oliveira
    Decoração: Bohemian Village
    Local: Villa Mandacaru
    Beleza: Paulo MakeUp
    Fotografia: Gabriel (Rara Fotografia)
    Vídeo: Guilherme Paiva
    Buffet: Miscellany Buffet
    Traje do noivo: VG Dândis
    Papelaria: Vem ver o Sol Nascer
    Acessório de cabelo: Grattoni Flores
    Sapato: Le Lanfredi
    Bolo: Giovanna Favarati
    Louçaria: Ritz Festas
    Mobiliário: Lunika Locações de Móveis
    Fitas: Carretel Fitas Artesanais
    Lapelas: Botounniere Lapelas
    Almofadas: Molah Studio
    Roupa de mesa: Luna Table Decor
    Assessoria: Afrowedding
    Tiara: Atelier Girardi 

    ../fornecedor// /ctrl_public/arqs/2020/8/10/944724742_thumb.jpg Boho Soul
Ficha Técnica

Você também
pode gostar de...

Materia

Tudo sobre melasma...

Por Dra. Carla Gregório Essas manchinhas que...

Antena Yes

Decoração de casamento com...

Sim! Por que não? Essa é...

Antena Yes

60 anos de união:...

Já começo esse texto com uma...